Detalhes da Notícia

Voltar para a Página Principal

Prefeitura renova Convênio com o Hospital de Amor de Barretos

O prefeito Toyota, acompanhado da Secretária Municipal de Saúde, Marcela Girotto Troncoso, e da enfermeira responsável pelo Ambulatório de Saúde da Mulher “Take Toyota” no Centro de Saúde, Gabriela Balderrama, assinou a renovação do Convênio que a Prefeitura de Novo Horizonte mantém com o Hospital de Amor, visando a  prevenção do câncer do colo uterino no município.

 

“Trata-se de uma parceria muito importante com o Hospital de Câncer de Barretos, considerado referência internacional no tratamento da doença. A continuidade do município no programa garante inúmeros benefícios, como a qualidade dos serviços e a diminuição considerável de tempo em todo o processo, haja vista que em caso de diagnóstico com alterações, o tratamento será iniciado em até 45 dias”, disse o prefeito Toyota.

 

O programa, de acordo com a Supervisora Administrativa do Departamento de Patologia, Daniela Donadon, visa agilizar o processo de prevenção. “O material coletado durante a realização do papanicolau será encaminhado diretamente para avaliação no HC, o que garante a confiança dos resultados. Além disso, caso seja comprovada qualquer irregularidade nos resultados dos exames, o Departamento do Hospital agendará a data e o horário para a paciente receber um novo atendimento e fazer os exames comprobatórios. Neste segundo exame, se a doença for realmente confirmada, a paciente terá todo o tratamento gratuitamente”, disse.

 

“É muito importante a prevenção. No Centro de Saúde, a gente realiza o papanicolau todos os dias, mas é preciso agendar com antecedência. O mesmo procedimento é feito nas Unidades Básicas de Saúde (Santa Clara, Alvorada, São Vicente e São Benedito), também com agendamento”, disse Gabriela Balderrama.

 

Porém, antes de passar pelo procedimento, é preciso seguir algumas recomendações, já que o preparo para o papanicolau é simples e inclui evitar relações íntimas mesmo com o uso de camisinha, evitar usar duchas para higiene íntima e evitar o uso de medicamentos ou anticoncepcionais vaginais nos 2 dias anteriores ao exame. A mulher também não pode estar menstruada, pois a presença de sangue pode alterar os resultados do exame.

 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer do colo do útero é o terceiro mais incidente na população feminina, atrás apenas do câncer de mama e do câncer colorretal. No entanto, hoje o diagnóstico é feito muito mais precocemente: na década de 1990, 70% dos casos eram diagnosticados em sua forma mais avançada. Já nos dias atuais, 44% são identificados na lesão precursora.

 

Aproximadamente 291 milhões de mulheres no mundo são portadoras do HPV, mas apenas 32% delas estão infectadas pelos tipos 16, 18 ou ambos. Normalmente o tumor se desenvolve a partir de uma lesão percursora, que pode ser causada pelo HPV. Elas são totalmente tratáveis e curáveis, e apenas quando não são tratadas por muitos anos, elas podem se desenvolver em um câncer.

 

Quando provoca sintomas, o câncer do colo uterino pode causar sinais como: Sangramento vaginal sem causa aparente e fora da menstruação; Corrimento vaginal alterado, com mau cheiro ou coloração marrom, por exemplo; Dor abdominal ou pélvica constante, que pode piorar ao usar o banheiro ou durante o contato íntimo; Sensação de pressão no fundo da barriga; Vontade de urinar mais frequente, mesmo durante a noite; Perda rápida de peso sem estar fazendo dieta.

 

Diretoria de Comunicação

 

Foto: Hospital de Amor de Barretos

Mais Notícias

  • 19/07/2018

    Membros do Conselho Municipal do Meio Ambiente tomam posse

    O prefeito Toyota deu posse na tarde desta quinta-feira, 19 de ju...

    Ver notícia completa
  • 18/07/2018

    Criança é picada por escorpião no bairro Lago das Garças

    Uma criança de 11 meses de idade foi picada por um escorpião amar...

    Ver notícia completa
  • 17/07/2018

    Vacinação contra o sarampo ocorrerá em agosto

    A Secretaria Municipal de Saúde de Novo Horizonte estará particip...

    Ver notícia completa