Detalhes da Notícia

Voltar para a Página Principal

Dia D de imunização contra a gripe vacinou 1.170 pessoas

A campanha de vacinação contra a gripe vai até o dia 1º de junho em todo o Brasil. Durante todo o período, devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

 

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem receber a dose. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

 

Em Novo Horizonte, a vacinação ocorre no Centro de Saúde e nas Unidades Básicas de Saúde dos bairros Alvorada, São Vicente e São Benedito, de segunda a sexta, das 7h às 11h e das 13h às 16h.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, a dose protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, conforme determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS), incluindo o H1N1 e o H3N2.

 

A vacina é contraindicada para pessoas com histórico de reação anafilática prévia em doses anteriores ou pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.  

 

Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção. As manifestações, segundo o governo, são consideradas benignas e os efeitos costumam passar em 48 horas.

 

 

Em 2018, até o momento, foram notificados 65 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave no Estado de São Paulo atribuíveis ao vírus Influenza, causador de gripes, e 11 óbitos. Desse total, foram relacionados ao vírus A (H3N2) 19 casos e 3 óbitos. Em 2017, foram 1.021 casos e 200 óbitos, cerca de metade relacionados ao H3N2 – 562 casos e 99 mortes.

 

Até 6 de maio, foram registrados 605 casos de influenza em todo o País. Do total, 30 foram por gripe A H1N1. Oito pessoas morreram em decorrência da doença. Em relação ao vírus Influenza A (H3N2), foram registrados 398 casos e 52 mortes. Houve ainda 111 casos e 30 óbitos por influenza B.

 

Em todo o ano passado, o Ministério da Saúde registrou 12.174 casos de influenza de todos os tipos no Brasil. Desse total, 10.625 foram por influenza A (H1N1), sendo 1.987 óbitos. Em relação ao vírus Influenza A (H3N2), foram notificados 49 casos e 10 mortes em 2016.

 

Dia D

 

No último sábado, por exemplo, 12 de maio, Dia “D” da Campanha, segundo a enfermeira do Centro de Saúde Dr. João Dorival Cardoso, Joviana Esteves de Jesus, foram vacinadas 1.170 pessoas que fazem parte do grupo prioritário.

 

Diretoria de Comunicação

Mais Notícias

  • 23/05/2018

    Saúde Feminina: Seis exames preventivos que toda mulher precisa fazer

    A prevenção é uma das melhores maneiras de se manter sempre saudá...

    Ver notícia completa
  • 23/05/2018

    Empresa vence licitação para recape de ruas

    A Prefeitura de Novo Horizonte divulgou o nome da empresa que ven...

    Ver notícia completa
  • 22/05/2018

    Sinal analógico será desligado em Novo Horizonte, em novembro

    O sinal analógico em Novo Horizonte será definitivamente desligad...

    Ver notícia completa